Untitled Document
Untitled Document
?>


19 DE ABRIL É O DIA DO EXÉRCITO

Para glória do Grande Arquiteto do Universo. Jesus nos ama; ele disse – O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês. Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles (João 15.12-13).



“Neste 19 de abril, como acontece a cada ano, celebramos com amor patriótico o Dia do Exército. Não reverenciamos pessoas, mas uma Instituição que se forjou junto com a Nação brasileira, nas lutas pela liberdade de seu povo, na definição de suas fronteiras, na manutenção de sua unidade, na consolidação de sua independência e na proclamação de sua república. Tudo começou em 1648, em Guararapes, “onde o Brasil aprendeu a liberdade”. Como diz o compositor e cantor Martinho da Vila: “Aprendeu-se a liberdade / Combatendo em Guararapes / Entre flechas e tacapes / Facas, fuzis e canhões / Brasileiros irmanados / Sem senhores, sem senzalas / ...” Naquelas lutas para expulsar o invasor, pela primeira vez, a palavra Pátria foi usada para referir-se ao Brasil. Índios, brancos e mestiços se uniram de forma definitiva para construir empreendimento genuinamente nacional.

Tem-se assim o primeiro registro da fraternidade racial e cultural, que se firmou ao longo da formação da nossa nacionalidade, constituindo-se em amálgama indestrutível que fez e faz “o brasil ser BRASIL”. Esse passado de lutas e glórias nos pertence. É herança de todos nós. A unidade da Pátria, seus valores, sonhos e esperanças, gestados em Guararapes, têm sido preservados por todos nós brasileiros – com ou sem fardas. Dessa certeza, brota a permanente motivação para se lutar por um Brasil cada vez melhor, para nossos filhos e para os filhos de nossos filhos – gerações a fora. Para isso, o Exército investe na sua operacionalidade e no seu profissionalismo, revelados no cumprimento de todas as missões que recebe e nas virtudes militares que pratica, tornando-se credor de confiança e respeito. Para isso, o Exército adestra-se, atento à defesa da Pátria – sua missão mais nobre – mantendo-se em permanente estado de prontidão para dissuadir intenções hostis e preservar sua soberania. Para isso, o Exército transforma-se – novos materiais, nova doutrina, novas capacidades – ganha maior estatura dissuasória, prepara-se para atuar em ambiente de elevado grau de incerteza, interconectado, cibernético e pejado de ameaças dinâmicas e imprevisíveis. Nessa empreitada, temos contado com o apoio atento dos Poderes da República, ....” (Texto obtido mediante Pesquisa na Internet em 19/04/2017).

O nosso Glorioso Exército brasileiro tem por patrono o insigne Duque de Caxias, o Pacificador, e permanece unido, forte, com o mesmo destemor dos heróis de Guararapes, pronto para travar todas as batalhas necessárias para contribuir com a construção do progresso, com a manutenção da ordem e com a preservação da paz desta Grande Nação, a quem serve, e confiante no futuro da Pátria.

Este articulista torna pública a sua saudade do tempo em que serviu ao Exército, no querido 24º Batalhão de Caçadores, em São Luís do Maranhão – 24º BC, hoje 24º BIL de 20 de junho de 1959 a 09 de outubro de 1963 e, com o grande Jornal Pequeno, com a publicação deste artigo, prestam essa singela homenagem à nossa exemplar Força Terrestre.


Que o Grande Arquiteto do Universo nos ilumine e guarde!


*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Honorífico Infante e Legionário. Site www.osvaldopereirarocha.com.br


Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas ao tema Exército Brasileiro

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"