Untitled Document

O EXÉRCITO BRASILEIRO

Chegou o mês de agosto, de muitas histórias, inclusive militares e maçônicas, ou seja, Dia do Maçom (20 de agosto); Dia do Soldado e Aniversário de fundação do Grande Oriente Autônomo do Maranhão (25 de agosto); de muitas glórias...

Em 11 de agosto comemora-se o Dia do Estudante (dele depende o futuro da Pátria), o Dia do Advogado (indispensável à administração da Justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei, nos termos do artigo 133 da Constituição da República Federativa do Brasil, vigente) e o Dia do Magistrado; no segundo domingo do mesmo mês, o Dia dos Pais; no dia 20, o Dia do Maçom (Maçons que procuram sempre dar o melhor si e encontrar sempre o melhor nos outros... Para ele o mundo será justo e perfeito quando houver a paz, a harmonia e a concórdia; quando triunfarem a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade); em 25, o Dia do Soldado, etc. E por falar em soldado, veio-me à lembrança um legionário, que é um soldado de uma legião. Legionário era um infante de Roma, conhecido por ser um soldado bem treinado e organizado. Ele usava basicamente um escudo retangular de l,5 metros, uma armadura especial que podia ser produzida em vários locais e depois montada, assim acelerando sua produção (primórdios da produção militar moderna); um gládio, uma pilo, sandálias de couro, um elmo e malha de ferro trançada. Andavam os legionários em pequenos grupos (grupos de 10 que formavam grupos de 80, que recebiam ordens de seu Centurião).

Os soldados romanos eram submetidos a rigorosos treinamentos; a disciplina era a base para o sucesso do Exército.

Assim também, no Brasil, a disciplina é base do sucesso do nosso Exército, da nossa Força Terrestre, bem como das nossas Forças Naval e Aérea. De 18 a 25 de agosto comemora-se a Semana do Exército Brasileiro e, no ápice das comemorações, o Dia do Soldado (25 de agosto). Falar sobre o Exército Brasileiro, quer dizer, também, falar sobre o Soldado, sobre o Duque de Caxias e sobre a Pátria brasileira. São quatro temas e é impossível pensar em um deles sem que os outros surjam em nossas mentes e em nossos corações. Luiz Alves de Lima e Silva, o Patrono do Glorioso Exército Brasileiro, o Duque de Caxias, o Soldado e Pacificador... Difícil dizer se maior como soldado ou como cidadão, seja pela sua glória imorredoura nos campos de batalha ou pela sua exemplar e digna conduta na política e na administração. Vulto altaneiro que emerge do passado e indica caminhos para ao futuro, por meio do legado de toda uma vida dedicada à Ordem, à Legalidade, à Pátria.

Defensor maior da soberania brasileira; chama patriótica da Alma Nacional; figura excelsa e modelo invulgar a ser referido por toda a posteridade. Enérgico e generoso nas guerras e nas rebeliões; justo e magnânimo na administração civil e nas Comissões Militares; verdadeiro e completo patriota, na guerra e na paz. Na data do seu nascimento – 25 de agosto de 1803 – o Brasil comemora o Dia do Soldado, em justa homenagem àquele que foi o seu símbolo e patrono; àquele que, um dia, na campanha de Humaitá, ao ver seus comandados vacilantes, heroicamente exclamou: “Siga-me quem for brasileiro”; àquele que venceu a Guerra do Paraguai, conquistando Assunção, em 1869, e, nesse mesmo ano recebendo, como recompensa, o título maior de nobreza já dado pelo Imperador a um brasileiro, isto é, Duque de Caxias.

O maior Soldado do Brasil de todos os tempos, Luiz Alves de Lima e Silva, é exemplo permanente para todos os brasileiros!

Em São Luís do Maranhão, Cidade Cultural, Patrimônio da Humanidade, o nosso Exército é representado pelo 24º Batalhão de Caçadores / Batalhão Barão de Caxias que, na atualidade, tem o firme comando do Tenente Coronel Carlos Henrique Guedes, que assumiu esse importante cargo em 23 de janeiro de 2008 e de logo incorporou o espírito da gente maranhense; é descendente de militar de alta patente e tem demonstrado seu amor à Pátria em todos os momentos, notadamente nas cerimônias militares que preside e nas palestras que profere no universo civil de São Luís do Maranhão. O Comandante Guedes é natural de Juiz de Fora – MG, casado com a Sra. Edna e tem duas filhas, ou seja, Maria Fernanda e Ana Carolina.

Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas ao tema Exército Brasileiro

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"