Untitled Document


DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Para glória do Grande Arquiteto do Universo.


A Mulher que, antes, não poderia votar ou ser votada e não exercia cargos ou funções públicos, ou até mesmo emprego privado; que, se casada, só trabalhava com o consentimento do marido; que, hoje, exerce o direito de votar e de ser votada; pode ser Presidente da República, Ministro de Estado ou de Tribunal, Desembargadora, Juíza de Direito, Senadora, Deputada Federal ou Estadual; Vereadora, membro de Academia de Letras, Instituto Histórico e Geográfico e do Rotary e, finalmente, pode trabalhar livremente e exercer cargos ou funções públicas, civis e militares, e privadas de toda natureza.A Mulher tem o seu Dia Internacional em 08 de março. E suas conquistas são valorizadas e ela dá o exemplo de inteligência e competência igual ou superior ao homem. Acredito que a médio ou longo prazo a Mulher integrará a Maçonaria em condições de igualdade
com os homens.

No Ocidente, o referido Dia foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920. Posteriormente, a data caiu no esquecimento e só foi recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960, sendo, afinal, adotado pelas Nações Unidas, em 1977. A data mantém hoje relevância internacional, e a própria Organização das Nações Unidas - ONU passou a dinamizá-la, como sucedeu em 2008, com o lançamento de uma campanha, “As Mulheres Fazem a Notícia”, destinada a chamar a atenção para a igualdade de gênero no tratamento de notícias na comunicação social mundial.

No Brasil de hoje e de sempre, a Mulher Avó, Mãe, Esposa, Companheira, Filha, Neta, Irmã, Tia, Sobrinha, afilhada, colega ou comadre será celebrada, no seu dia, com todos os méritos por seus netos, filhos, maridos, companheiros e demais parentes; recebe merecidamente carinhos, brindes e atenção de todos e de todas.

“Para Sempre: Por que Deus permite que as mães vão-se embora? Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga quando sopra o vento e chuva desaba, veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento. Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio. Mãe na sua graça é eternidade. Por que Deus se lembra – mistério profundo – de tirá-la um dia? Fosse eu Rei do Mundo, baixaria uma lei: Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino feito grão de milho” (Carlos Drummond de Andrade).

Saudades eternas da minha mãe, Luiza Pereira Rocha, nascida em 10 de agosto de 1913 e falecida em 09 de maio de 1988 e que, se viva estivesse teria obviamente completado 100 anos de existência em 10 de agosto de 2013; uma heroína ao cuidar do seu marido, Antônio da Silva Rocha, também falecido e dos seus vinte filhos / filhas,que foi minha madrinha de Colação de Grau em Direito em 19 de dezembro de 1972 e, bem antes, na noite de 07 de agosto de 1968, me aguardou, acordada, para saber se eu fora aceito e, principalmente, se a Maçonaria era coisa do demônio, como alguns desinformados dizem, e que, quando cheguei, lhe tranquilizei com as seguintes palavras: fui bem recebido e lá se trabalha com a Bíblia Sagrada e Deus é chamado de Grande Arquiteto do Universo, e aí ela foi dormir tranquila; saudadesda minha irmã, Olinda Rocha Alencar, da minha companheira Marlene Pereira de Sousae demais mulheres das minhas famílias de sangue e maçônica falecidas.

Frases de autores para mim desconhecidos: “Mulher é como a flor, de perfumes por todos os lados, no coração tem muito amor, uma santa de pecados”. “Mulher, mãe, filha, irmã, dona do meu coração, o nome dela principia na palma da minha mão”.

Feliz dia Internacional da mulher para todas as mulheres deste nosso Brasil!

Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que continue nos abençoando.

Na foto Zuleide Perereira Rocha Lopes, em seu aniversário no dia 14.07.2020.

*Jornalista Colaborador, registro DRT/MA nº 53 Site www.osvaldopereirarocha.com.br


Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas ao tema Social

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"