Untitled Document

TRÊS QUARTOS DE SÉCULO DE OSVALDO PEREIRA ROCHA
(Síntese dos Bons e Maus Momentos dele nesses seus 75 Anos de Vida Ativa - 20 de março de 1939 a 20 de
março de 2014, graças a Deus).

1 - Seu próprio nascimento, em 20.03.1939, conforme registro n° 1.561, de 03.08. 193$, às fls. trinta e um do livro n° vinte e três do Cartório de Registro Civil do Escrivão José Cirilo Teixeira, do Município de Pedreiras, Estado do Maranhão. Nele foi assentado que o registrando nasceu às 23:30 horas, no povoado e fazenda Santa Cruz, sendo filho de Antonio da Silva Rocha e de Luiza Pereira Rocha, sendo avós paternos João José da Silva e Maria de Araújo Rocha e maternos Tolentino Pereira da Silva e Alzira Pereira da Silva, e declarante o pai do registrando.

2 - Conclusão do Curso Elementar (primário), em 30.11.1956, pelo Instituto Rui Barbosa, de Pedreiras - MA dirigido pelo Professor Durval Pastor Vidigal, com Nota 8.00, conforme Certificado de 25.12.1956.

3 - Chegada em São Luís do Maranhão, em 12.12.1956, para estudar e trabalhar, aqui permanecendo até a presente data.

4 - Aprovação no Exame de Admissão ao Ginásio (Colégio de São Luiz), em 21.02.1957, com média 8.63.

5 - Obtenção do primeiro emprego, em 01.03.1957, na Cooperativa dos Rodoviários do Maranhão Ltda. (Departamento de Estradas de Rodagem do Maranhão - DER-MA), como Auxiliar de Escritório.

6 - Incorporação ao 24° Batalhão de Caçadores (Exército Brasileiro), em 20.06.1959, na Companhia de Comando e Serviços - CCS - e Juramento à Bandeira em 25.08.1959.

7 - Conclusão do Curso de Datilografia em 28.11.1959, pelo “Curso Prático Santo Antônio”, de São Luís-MA.

8 - Promoção a Cabo do Exército em 06.01.1960 (QMG 077 - Burocrata, QMP 099 - Arquivista).

9 - Casamento em 10.02.1961, com Maria de Nasaré Cardoso, que passou a adotar o nome de Maria de Nasaré Cardoso Rocha, conforme registro às fls. 75, do livro de Registro de Casamentos n° 3, do Cartório do Registro Civil de Cururupu, Distrito de Guajerutíua, Estado do Maranhão.

l 0 - Nascimento de sua primeira filha, Mary Dalva Cardoso Rocha, em 06.11.1961, com boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

11 – Conclusão do Curso Ginasial, pelo Colégio de São Luiz, em 1962, Certificado expedido em 23 de março de 1966.

12 - Licenciamento do Serviço Ativo do Exército em 09.10.1963, na graduação de Cabo, apto para promoção à graduação de 3° Sargento, conforme Certificado de Reservista de 1a Categoria n° 174.000, Série B, de acordo com o art. 99 da Lei do Serviço Militar, ou seja, a pedido, para exercer cargo público federal;

12.1 – Caixa do Banco Nacional de Crédito Cooperativo, em Teresina – Piauí, em 1964.

13 - Nascimento de seu filho Carlos Magno Cardoso Rocha, em 01.12.1963, com saúde, graças a Deus .

14 - Aprovação em Concurso para Escrevente-Datilógrafo, em 01.01.1964, promovido pelo DASP, conforme Certificado de Habilitação n° 61902 (média final 89,24).

15 - Aprovação em Concurso para Escriturário da Previdência Social, em 05.04.1965, realizado pelo DASP, conforme Certificado n° 80708 (média final 78,31).

16 - Conclusão do Curso de Técnico em Contabilidade, em 1965, pela Escola Técnica de Comércio Centro Caixeiral do Maranhão, conforme Certificado de 24.06.1966.

17 – Aprovação no Vestibular para o Curso de Direito da Fundação Universidade do Maranhão – FUM, em dezembro de 1967.

18 - Nascimento de seu filho Alexandre Magno Cardoso Rocha, em 25.02.1968, gozando de boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

19 - Iniciação, como Aprendiz-Maçom, Grau l, em 07.08.1968, pela Loja Maçônica "17 de Outubro", jurisdicionada ao Grande Oriente do Estado do Maranhão – GOEMA, federado ao Grande Oriente do Brasil – GOB.

20 - Elevação a Companheiro-Maçom, Grau 2, em 08.05.1969, idem, idem.

21 – Recebimento do Certificado de Frequência ao Curso de Extensão Cultural sobre “Problemas do Desenvolvimento Brasileiro”, pela Sociedade Brasileira de Cultura, em São Luís – Maranhão, em 08/10/1969.

22 – Exaltação a Mestre-Maçom, Grau 3, pelo Loja Maçônica 17 DE OUTUBRO, jurisdicionada ao Grande Oriente do Estado do Maranhão – GOEMA, hoje Grande Oriente do Brasil no Maranhão – GOB/MA, federado ao Grande Oriente do Brasil – GOB.

23 – Colação de Grau em BACHAREL EM DIREITO, em 19.12.1972, pela Fundação Universidade do Maranhão, conforme Diploma de 07.08.1973.

24 – Participação, como fundador, da Loja Maçônica “Guardiã da Independência”, em 23.08.1973, sendo escolhido seu primeiro Orador.

25 – Idem, idem, do Grande Oriente Autônomo do Maranhão – GOAM, em 25/08/1973, tendo sido escolhido seu Grande Secretário de Administração e, depois, seu Grande Secretário da Guarda dos Selos.

26 – Início de namoro, seguido de união estável, com Marlene Pereira de Sousa, Estudante de Direito, em 24/04/1974.

27 – Compra do seu primeiro carro (zero quilômetro), seguida de sua Habilitação como Motorista, Categoria B, em 01.07.1974 (DETRAN).

28 - Colação de Grau de Marlene Pereira de Sousa, como Bacharel em Direito, em 08.12.1974.
29 - Nascimento de sua filha Magda Lúcia de Sousa Rocha, em 29.06.1975, com boa saúde física e mental, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

30 – Compromisso como ADVOGADO, na OAB/MA, obtendo inscrição nº 961, definitiva, em abril de 1975.

30.1 – Aprovação em concursos públicos promovidos pelo DASP para os cargos de Inspetor do Trabalho (depois reclassificado para Fiscal do Trabalho e posteriormente para Auditor-Fiscal do Trabalho) e Assistente Jurídico / Procurador Autárquico, em 1975.

30.2 – Exercício dos cargos de Inspetor do Trabalho, na DRT/MA, de Fiscal do Trabalho, na DTM/MA e de Auditor Fiscal do Trabalho, na DRT/MA, tendo desempenhado as funções de Chefe da Fiscalização e Chefe de Gabinete, na segunda e de Assistente do Delegado e de Delegado Substitudo na terceira.

31 - Desquite por mútuo consentimento de Maria de Nasaré Cardoso Rocha, que voltou a usar o nome de solteira, Maria de Nasaré Cardoso, conforme publicado no Diário Oficial de Justiça de 12.08.1975.

32 - Conclusão o V Ciclo de Estudos sobre Segurança Nacional e Desenvolvimento, da Escola Superior de Guerra - ESG, em 22.09.1975, na ADESG/MA, em São Luís, conforme Certificado de 30.10.1975.

33 - Nascimento de sua filha Valdene de Sousa Rocha, em 09.09.1977, com boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

34 - Aquisição da sua Casa Própria, em São Luís – MA, em 30/05/1977.

35 - Conclusão, com assiduidade e aproveitamento (frequência 100% e conceito excelente), em 15.12.1978, do Curso de Previdência e Assistência Social, promovido pelo Departamento de Direito da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis, da Universidade do Maranhão. conforme Certificado de 15.05.1979 (Extensão Universitária).

36 - Nascimento de Osvaldo Pereira Rocha Filho, em 07.03.1979, com boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

37 - Conclusão do Curso de Formação de Monitores para Atualização de Inspetores do Trabalho, em 31.08.1979, pelo Centro de Treinamento e Aperfeiçoamento do Departamento do Pessoal do Ministério do Trabalho, em Brasília-DF, conforme Certificado de 31.08.1979 (avaliação final: 10.00).

38 - Recebimento do Diploma e Medalha AMIGO DA MARINHA, em 11 de junho de 1983, em reconhecimento aos serviços prestados à Marinha do Brasil, conferido pelo Exmo. Sr. Comandante do 3° Distrito Naval, Vice-Almirante Dimas Lopes da Silva Coelho.

39 – Recebimento do Título de Sócio Benemérito do Sindicato dos Estivadores e dos Trabalhadores em Estiva de Minérios de São Luís, em 1985.

40 - Aquisição de 100 hectares de terras encravadas na Data Santo Antônio do Sardinha, do Município de Lima Campos, Estado do Maranhão, em 05.08.1985, por compra a Valdicio Sebastião Ferreira, por CR$ 12.000.000,00 (doze milhões de cruzeiros), conforme Registro Geral de Imóveis na matrícula n° 295-1, às fls. 195, do Livro n° 2-B, do Cartório Ofício Único e Anexos de Lima Campos/MA, Tabeleão e Oficial do Registro Civil Bernardo de Castro Feitosa, onde foi construída a Fazenda Nova Santa Cruz, povoado Baixão do Feitosa (Códigos de Imóvel n°s 107085005444-6 - INCRA e 1112050-9 (RECEITA FEDERAL).

41 – Saudação aos Exmos. Srs. Vice-Almirante Wandir das Neves Siqueira, Comandante do III Distrito Naval e Waldemar José dos Santos, Comandante do IV Distrito Naval, como representante da SOAMAR/MA, em 07.07.1986.

42 - Eleição e Posse como Presidente da Associação dos Servidores da Capitania dos Portos e da Delegacia do Trabalho Marítimo no Maranhão - ASTRAMAR - vencendo uma acirrada eleição, em dezembro de 1987 (mandato de 02 anos).

43 - Falecimento de sua mãe, Luiza Pereira Rocha, de parada cárdio respiratória, diabetis militus, de saudosa memória, em 09.05.1988.43.1 – Idem de sua irmã Olinda Rocha Alencar, que deixou saudades, em 23/05/1988

.44 - Conclusão do Curso de Aperfeiçoamento para Monitores do Ministério do Trabalho, em 07.07.1989, em Fortaleza-CE, conforme Certificado de 19.07.1989, pela Fundação Centro de Formação do Servidor Público/Centro de Desenvolvimento da Administração Pública, em Brasília-DF (avaliação final: 10,00).

45 – Designação para exercer o cargo de Assistente do Delegado Regional do Trabalho no Maranhão - DRT/MA - em 1989.

46 - Designação para exercer o cargo de Delegado Regional do Trabalho no Maranhão-Substituto, em 1990.

47 – Participação, como Representante Oficial da SOAMAR/MA da 8ª Convenção Nacional dos Amigos da Marinha, de 26 a 29.11.1990, em São Paulo-SP, e de diversos Encontros Nacionais de Prevenção de Acidentes do Trabalho, que lhe proporcionaram conhecer várias capitais de Estados brasleiros, de 1975 a 1993.

48 – Concessão de sua aposentadoria, por tempo de serviço, com as vantagens do cargo de Delegado Regional do Trabalho - DAS 101.2, acrescidas das demais vantagens a que fez jus, nos termos da OS/SAF n° 63/91 (hoje DAS 101.3), em 25.03.1991, publicada no Diário Oficial da União, Seção II, página 1821.

49 - Participação na Sessão Solene de Comemoração ao Aniversário de criação do Ministério da Marinha, quando foi o palestrante da noite, abordando o tema "Os 255 Anos de Criação do Ministério da Marinha” na SOAMAR/MA, dia 26.07.1991.

50 - Participação no 1° Simpósio sobre Poder Marítimo, promovido pela Capitania dos Portos do Maranhão - CPMA - quando proferiu Palestra abordando o tema "Direito Marítimo", em 09.12.1994, conforme Certificado da mesma data.

51 – Assinatura da coluna PORTOS E NAVIOS, com o subtítulo “De Vento em Popa”, publicada no Caderno Sexta Mercantil (encarte do Jornal O IMPARCIAL), editado pelo Jornalista Mhário Lincoln, DIA 27.01.1995.

52 - Aprovação de sua filha Magda Lúcia de Sousa Rocha no Vestibular do CEUMA, para o Curso de Ciências Contábeis, em 1995.

53 - Obtenção do Registro de Jornalista Colaborador, em 10.05.1996, nos termos do Processo DRT/MA n° 46225931/96 e de acordo com o Decreto n° 83.284/79 (página 58 da Carteira do Trabalho e Previdência Social - CTPS - n° 37.292, série 47ª:3a via);

53.1- Publicação de seus artigos de 1995 até a presente data nos Jornais O IMPARCIAL, FOLHA DO MARAHÃO, O ESTADO DO MARANHÃO e JORNAL PEQUENO, e de colunas suas no Portal Mhairo Lincoln do Brasil, no Jornal da SOAMAR e no site www.portosma.com.br, assim como de Notas Sociais em Colunas de Maria Inês Saboya, Flor de Lyz, Mhario Lincoln, Benito Neiva, Chico Coimbra, Tenório Pinheiro, Rosenira Alves e Riba Um e

53.2 – Possuir o seu e-mail rocha.osvaldo@uol.com.br e seu site www.osvaldopereirarocha.com.br.

54 - Comemoração dos 90 anos de vida de seu pai, Antonio da Silva Rocha, com um churrasco, na Fazenda Nova Santa Cruz, quando foi inaugurada a casa-sede da propriedade; presentes o aniversariante, sua irmã Maria, seus filhos e filhas, netos e netas, genros e noras, sobrinhos e sobrinhas e alguns dos colegas e amigos (de Osvaldo) de São Luís, dentre estes, Daniel Ribeiro da Silva. Hercílio Luz Simões, Marcílio Luz Simões, Manuel Brasil e Marcelo Brasil, estes acompanhados de familiares, em 17.10.1996.

55 - Recebimento das mãos da eterna Miss Brasil, Martha Rocha, do Diploma de Personalidade do Ano, concedido pelo Sistema Difusora de Comunicação, Jornal O IMPARCIAL e Cronista Social Flor de Lyz, em 16.07.1998. Outros diplomas se seguiram nos anos 1999, 2001, 2002 e 2003, todos recebidos em São Luís do Maranhão, de mãos de Miss Brasil do respectivo ano, em noites de gala.

56 - Lançamento do seu primeiro livro, com o título de "Breves Comentários sobre Direito do Trabalho e Atividades Portuárias" na sede da SOAMAR/MA e no Auditório da OAB/MA, em dezembro de 1998. Lançar um livro é como nascer um filho da gente!

57 - Nascimento de Osvaldo Pereira Rocha Neto, em 21.01.1999 (seu afilhado), que veio ao mundo prematuramente e ainda com graves problemas de saúde, mas que, graças a Deus, sobreviveu e se encontra com ótima saúde física e mental. Seu primeiro ano de vida foi comemorado alegremente e em ambiente de pura felicidade.

58 – Sua Posse como Sócio Efetivo, da Cadeira n° 8 do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão - IHGM - patroneada pelo Padre Jesuíta e Escritor João Felipe Bettendorff, em 25.08.1999, sucedendo ao Escritor Bernardo Coelho de Almeida, conforme Diploma da mesma data, passando a ser considerado Imortal.

59 - Colação de Grau de sua filha Magda Lúcia de Sousa Rocha, em 17.12.1999, como Bacharela em Ciências Contábeis, pelo CEUMA, em 17/12/1999.

59.1 – Colação de Grau de seu filho Carlos Magno Cardoso Rocha, em Ciências Agrárias, pelo CEFET, em 19/12/2003.

59.2 – Colocação de Grau de sua filha Valdene de Sousa Rocha Bacalhau, em Secretariado Bilingue, pela Faculdade Atenas Maranhense – FAMA, em 2008.

59.3 – Colação de Grau de sua 1ª neta, Alina Luiza Rocha Araujo, em Psicologia, pelo UNICEUMA, em junho de 2009.

59.4 – Formatura de meu neto e afilhado, Osvaldo Pereira Rocha Neto, 9º Ano (fundamental), pelo Colégio Adventista de São Luís, em 2013.

60 - Aposição do seu retrato na Galeria dos Imortais, no Salão de Honra do Institutlo Histórico e Geográfico do Maranhão - IHGM, em 24.11.1999, quando das comemorações dos 74 anos de fundação daquela Casa de Cultura, complelados em 20.11.1999.

61 - Participação no XVIII Encontro Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho - XVIII ENAFIT, de 22 a 27.10.2000, quando foi o Coordenador da Sessão de Encerramento do evento, que reuniu mais de l.000 (um mil) técnicos de nível superior de todo o país, em São Luís-MA.

61.1 – Obtenção da Quota nº 77 (Sócio Proprietário) do Iate Clube de São Luís, em 2000.

62 - Lançamento do seu 2º livro, como se fora o nascimento de um segundo filho, com o título de “A Propósito do Trabalhismo, da Política e do Poder Marítimo" - crônicas, na SOAMAR/MA, no IHGM e na OAB/MA, em dezembro de 2000; do 3º - 'Grandes Homens não Morrem: Vão Passear no Céu, um tributo a Antonio da Silva Rocha’, em 2002; 4º - "Homenagens ao GOAM e aos Irmãos Plínio Marques e Elvandro Burily', em 2003; 5º - 'Rotary, Maçonaria e Poder Marítimo', em 2003; 6º - Centenário do Rotary, em 2005; 7º – Um Pouco da História da Maçonaria e das suas Entidades Culturais IHMM e AMML,em 2006; 8º - Carnaval da Minha Juventude, em 2007; 9º - 40 Anos de Iniciado na Maçonaria e Galeria Fotográfica, em 2009; 10º - Entrevista ao PMLB e Discurso de Posse no Cargo de Grão-Mestre do GOAM, em 2009; 11º – 50 Anos de Bem Servir do Rotary Club São Luís – Praia Grande, 2010; 12º - MAÇONARIA – Uma Instituição Admirável, em 2010; 13º - Sublime Ordem Maçônica, em 2011; 14º - MAÇONARIA E MAÇONS – Um Pouco de História, em 2012; 15º - 45 Anos de Iniciado na Sublime Ordem, em 2013; 16º - Centenário de Luiza Pereira Rocha, em 2013 e 17 º - 80 ANOS DE MARIA PEREIRA ROCHA – LILI e Três Quartos de Século de Osvaldo Pereira Rocha, em 2014.

63 - Nascimento de sua neta Luiza Fernanda de Sousa Rocha Bacalhau, em 27.11.2000, com boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

64 - Recebimento do Título de CIDADÃO DE SÃO LUÍS, aprovado pelo Decreto Legislativo n° 031/2000, de 12.12.2000 (unanimidade dos Vereadores presentes à Sessão), publicado no Diário Oficial do Município, de 19.12.2000, em Sessão Solene da Câmara Municipal de São Luís, recebimento esse no dia 26.04.2001 (Projeto do Veeador JOSÉ JOAQUIM, de outubro de 2000).

65 – Empossado no Rotary Club de São Luís – Praia Grande, como sócio representativo, classificação Advocacia Trabalhista, em 27.09.2001, sendo seu padrinho o seu irmão Salomão Pereira Rocha.

66 - Falecimento do seu saudoso pai, Antonio da Silva Rocha, em 10.10.2001, após cerca de dez anos de enfermidade, faltando apenas 07 dias para completar 95 anos de idade.

67 - Recebimento das mãos do CMG Élson de Azevedo Burity, Capitão dos Portos do Maranhão, da Medalha e do Diploma MÉRITO TAMANDARÉ, concedida pelo Exmo. Sr. Comandante da Marinha do Brasil, acatando proposta do Exmo. Sr. Comandante do IV Distrito Naval, que acolheu indicação do Sr. Capitão dos Portos do Maranhão, em 13.12.2001, Dia do Marinheiro, em São Luís-MA.

68 - Nascimento de sua neta Isabelle Rocha Betlem, em 18.03.2002, com boa saúde, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

69 – Sua nomeação, pelo Soberano Grão-Mestre do Grande Oriente Autônomo do Maranhão – GOAM, Raimundo Benedito Aires, para o cargo de Assessor Especial do Grão-Mestrado.

70 – Participação, como fundador, da Loja Maçônica de Estudos e Pesquisas 'Afonso Augusto de Morais', formada por Mestres Maçons, ativos e regulares, de todas as Lojas de São Luís, da jurisdição do Grande Oriente Autônomo do Maranhão - GOAM, em 10.03.2003, sendo escolhido para seu primeiro Mestre (mandato de 02 anos). Em 2005 foi eleito para novo mandato de 02 anos, mas teve que renunciar, em 24.06.2006, para assumir o cargo eletivo de Grão-Mestre Adjunto do GOAM.

71 – Participação, como fundador, da Academia Maçônica Maranhense de Letras - AMML – com Quadro de 33 cadeiras, fundada por 21 Mestres Maçons, ativos e regulares, das três Potências Maçônicas do Maranhão (GOEMA, GLEMA e GOAM), em 02.06.2003, fruto do Tratado de União da Maçonaria Maranhense celebrado em 20.08.1999, quando passou a ocupar a Cadeira nº 04, se tornando novamente imortal e foi escolhido para integrar sua primeira diretoria, no cargo de 2° Secretário, com mandato de 02 anos. E, dois anos depois, foi eleito e empossado como 1° Tesoureiro. Dois anos depois como 1º Secretário e, seguida, como Vice-Presidente desse sodalício maçônico maranhense, tendo exercido a presidência por seis meses, face licença do presidente, Confrade Raimundo Ferreira Marques.

72 – Diplomação como Mestre Instalado, pelo Grão-Mestre do Grande Oriente Autônomo do Maranhão - GOAM - Soberano Irmão Raimundo Benedito Aires, em 28.06.2003.

73 - Diplomação como Maçom Benemérito pelo Grão-Mestre do Grande Oriente Autónomo do Maranhão - GOAM - Soberano Irmão Raimundo Ferreira Marques, em 25.08.2003.

74 - Recebimento do Troféu de Melhor Divulgador do Rotary no Ano Rotário 2002/2003, concedido pelo Governador do Distrito 4490, do Rotary International, Dylson Ramos Bessa.

75 - Nascimento de sua neta Monique Rocha Betlem, em Bunbury, WA, Austrália, no início da noite de 12.10.2003 (lá já era manhã de 13.10.2003), gozando saúde física e mental, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

76 – Nascimento de suas netas Alina Luiza e Lorena; do seu neto Lucas, de sua neta Maria Eduarda e de sua primeira bisneta, Izabela Rocha Cardoso de Sousa, todas gozando de boa saúde física e mental, graças ao Grande Arquiteto do Universo.

77 - Recebimento do Certificado de HONRA AO MÉRITO do Distrito 4490, do Rotary International, no Ano Rotário 2003/2004 (Governador Érico Romero Pessoa).

78 -- Eleição e Posse, em 01.07.2004, como Presidente do Rotary Club São Luís - Praia Grande para o Ano Rotário 2004/2005 (2005 = Ano do Centenário do Rotary International).

79 – Recebimento do Título de Sócio Correspondente da Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São PauloFALASP, em 15.09.2004.

79.1 – Idem do Diploma de Membro Correspondente da Academira Paraibana de Letras Maçônicas – APLM, entregue pelo emissário do Sodalício Maçônico em referência, Acadêmico Afrânio de Aragão, em solenidade no GOAM, em 20/03/2010.

80 - Nomeação para o cargo de Governador Assistente do Distrito 4490, do Rotary International, nos Anos Rotários 2005/2006 e 2006/2007.

81 - Fundação do Instituto Histórico da Maçonaria Maranhense – IHMM, com um Quadro de 33 Cadeiras, por 30 Mestres Maçons, ativos e regulares, do GOEMA, da GLEMA e do GO AM, em 03.06.2005, ocupando sua Cadeira nº 1, se tornando de novo imortal ou, como disse um irmão e confrade, na ocasião, ‘imorrível’, quando foi eleita e empossada a sua primeira Diretoria e foi escolhido, por aclamação unânime, seu primeiro Presidente, com mandato até 15.02.2007.

82 - Reeleição como Presidente do IHMM, em 15.12.2006, para um mandato de 02 anos, ou seja, de 15.02.2007 a 15.02.2009.

83 – Eleição em abril de 2006 e Diplomação e Posse como GRÃO-MESTRE ADJUNTO DO GOAM, e, implicitamente, como Presidente do seu Conselho Maçônico, em 24.06.2006, para o triênio 2006/2009.

84 – Recebimento da Medalha “LABOR”, do GOAM, das mãos do Soberano Grão-Mestre Raimundo Benedito Aires, que se despedia do cargo, em 24.06.2006.

85 – Participação do I Encontro Internacional da Cultura Maçônica, em LISBOA – PORTUGAL, quando foi empossado, em 19.10.2007, como Membro Titular da Academia Maçônica Internacional de Letras – AMIL, ocupante da Cadeira registrada sob o nº A-19/07, que tem como patrono José do Patrocínio.

86 – Falecimento de sua companheira MARLENE PEREIRA DE SOUSA, no Hospital Português, em São Luís do Maranhão, dia 11/12/2008, após ser submetida a uma cirurgia. Causa da morte: Embolia Pulmonar, com Parada Cardíaca.

87 – Eleição em abril de 2009 e Posse em 24/06/2009, como GRÃO-MESTRE do Grande Oriente Autônomo do Maranhão – GOAM, para um mandato de 24/06/2009 a 24/06/2012.

88 – Recebimento da Medalha Timbira do Mérito Maçônico, a mais alta comenda do GOAM, das mãos do Soberano Grão-Mestre Raimundo Ferreira Marques, em 24/06/2009.

89 – Nomeação como Assessor Especial da Confederação Maçônica do Brasil – COMAB para Assuntos da Região Norte, pelo Presidente desta, Soberano Irmão Rubens Ricardo Franz, em 05/06/2010;

90 – Recebimento de Diploma e Medalha de IL COMITATO DEI DIRITTI UMANI DELLE ITALIA WEB DI MILANI / IT, GLOBALE DEI DIRITTI UMANI, em 25 de agosto de 2009, em São Luís, das mãos do Representante Mhário Lincoln.

90.1 - Recebimento dos Títulos de Embaixador do Portal Mhário Lincoln do Brasil e de COLABORADOR “HONORIS CAUSA”, este em momento ímpar, na Churrascaria Barriga Verde, em São Luís – MA, em 25 de outubro de 2010 .

91 – INVESTIDURA no Grau 33 (Grande Inspetor Geral da Ordem) no Rito Escocês Antigo e Aceito, em 20 de março de 2010 (data do seu aniversário).

92 – Recebimento da Medalha do Mérito Maçônico GUIMARÃES DE SOUZA, com Diploma, pelos relevantes serviços prestados à Pátria, à Ordem Maçônica e, em especial ao Grande Oriente do Brasil no Maranhão – GOB/MA, em 26/04/2010.

92.1 –Recebimento da Medalha e Diploma dos 50 Anos da Grande Loja Maçônica no Estado do Maranhão – GLEMA, pelos relevantes serviços prestados à Grande Loja.

93 – Recebimento dos Certificados emitidos pela Revista A TROLHA, pela valiosa contribuição em prol do crescimento da Cultura Maçônica, com trabalhos publicados na referida revista, edições de dezembro de 2006; fevereiro e novembro de 2010 e outros.

94 – Presidiu o XVII ENCONTTRO NACIONAL DA CULTURA MAÇÔNICA, em São Luís do Maranhão, em abril de 2012.

95 - Recebimento do CERTIFICADO DE PALESTRANTE do Rotary Club de São Luís, em 11/12/2012.

96 – Eleição e Posse como Presidente do Conselho de Kadosch Carlos Carone, Graus 19 a 30, do Supremo Conselho do Maranhão dos Graus 4º ao 33º do Rito Escocês Antigo e Aceito, em 2013.

97 – Comemorações dos seus aniversários, dos aniversários dos seus filhos e filhas, netos e netas, irmãos e irmãs, e dos demais familiares; batizados de suas netas e netos, e casamentos de suas filhas Magda Lucia de Sousa Rocha, com Cees Jan Betlem e Valdene de Sousa Rocha Bacalhau, com Emerson Fernando Brito Bacalhau, este infelizmente já falecido (em acidente de trânsito).

97.1 – Foram destacadas as comemorações dos 80 anos do seu mano amigo Salomão Pereira Rocha e de sua irmã, comadre e amiga Judite Rocha de Sousa. Também já aconteceu o do seu irmão amigo Valdemir Pereira Rocha, comemorado em Brasília-DF, mas que, infelizmente, não compareceu.

98 – Aprovação de Osvaldo Pereira Rocha Filho em diversos vestibulares.

99 – Recebimento do Título de Sócio Honorário do Rotary Club de São José de Ribamar – MA e

100 – Recebimento do Decreto e do respectivo Diploma, ambos de 20 de setembro de 2012, expedidos pelo GOAM, que lhe concedem o Título de MAÇOM EMÉRITO.


II - OUTRAS SÍNTESES:

1 – Com cerca de oito anos de idade, seus maiores e melhores divertimentos foram passarinhar com baladeira; armar arapuca ou quebra para pegar pequenos e médios pássaros como juritis, inhambús, etc. Ou pescar nos açúdes e igarapés da Fazenda Santa Cruz, de seu pai, Antonio da Silva Rocha, no povoado do mesmo nome, município de Pedreiras, Estado do Maranhão. Ou, ainda, de caçar de cachorro ou de espingarda.

2 – Com média de idade de dez anos, já executava trabalhos leves na referida Fazenda, tais como cambitar cana-de-açúcar (tanger os animais – burros e jumentos – dos canaviais para o engenho de cana-de-açúcar; tanger juntas de bois na bolandeira de moagem de cana-de-açúcar; fazer viagens próximas à referida fazenda, em burros de sela ou de carga e até conduzir tais animais com cargas até a cidade de Pedreiras (coco babaçu, arroz, milho, etc.) , voltando os animais carregados com mercadorias em geral (secos e molhados), destinados à mercearia da Fazenda, trabalhos esses que, no período chuvoso, se tornavam complicados, com atolamento de animal, ocasião em que lhe faltava força física para desatolá-lo e ficava a depender de algum homem que passasse e se dispusesse a ajudá-lo ou, ainda, tendo que ir buscar ajuda nas casas mais próximas o que, às vezes, não conseguia (homens fora de casa, nas roças, em viagens ou em outras atividades e até raramente que se negavam a colaborar).

3 – Havia uma tarefa que gostava mais, ou seja, cuidar do comércio, recebendo coco babaçu quebrado, ou outros produtos agrícolas e pesando-os e anotando os seus respectivos valores no caderno de haveres dos moradores (créditos) ou, ainda, pesando e entregando mercadorias aos moradores e/trabalhadores em geral, debitando seus totais no caderno de débitos.

4 – Na própria Fazenda Santa Cruz aprendeu as primeiras letras, com professoras leigas. E aos 14 (quatorze) anos foi deslocado para a cidade de Pedreiras, para estudar, no Instituto Rui Barbosa. Aqui aprendeu à base da palmatória (geralmente ganhava quando se tratava de aula de português, história ou geografia, mas apanhava, sempre, quando o assunto era matemática) e ficava contando os dias que faltavam para entrar em férias escolares e voltar para as atividades da Fazenda Santa Cruz. E gozava tais férias fazendo o que está escrito nos itens anteriores.

5 – Seus padrinhos de batismo, Antonio e Antonia Costa, esta conhecida como Tunica, que moravam no lugar São Raimundo, à margem direita do Rio Mearim, a cerca de 04 quilômetros da Fazenda Santa Cruz, costumavam lhe convidar para passar dias com eles e, sempre que seu pai deixava para lá ia, geralmente nos fins de semana. Nesse lugar seu padrinho lhe deu uma cabra leitera e boa de cria que, com poucos anos já tinha cerca de 15 cabeças de gado caprino que, por falta de pastos para mantê-los foram conduzidos para a Fazenda Santa Cruz, onde Osvaldo também criava galinhas e pombos.

6 – Em determinado dia, voltando de férias, não encontrou suas cabras, já que seu pai as havia vendido, alegando aperto financeiro. Ele lhe prometeu uma bicicleta, que jamais lhe deu. Sua mãe também, em determinada época, consumiu suas galinhas e seus pombos, alegando necessidade de alimentação e que os pombos sujavam muito a casa. Todavia, ambos estão plenamente desculpados!

7 – Na supracitada fazenda havia empregados permanentes e temporários. Dentre os primeiros, lembra-se bem dos irmãos Raimundo e Antonio Quirino, de José Pernambucano, tido por preguiçoso ou do “mocotó grosso”; de Zé Cearense, Zé da Dica e Zé Felipe. Zé Cearense tinha problemas mentais, mas servia para os mandados de casa, para pegar um animal na quinta mesmo debaixo de chuva ou no capim molhado e outras tarefas e Zé Felipe era tido como muito mentiroso e os Quirinos considerados valentões, mas trabalhadores.

8 – O Zé Cearense gostava muito de cantar, mas uma só música, isto é: “Quilaristou, bisouro fulorião, sarapicou lá no oco da pelada”. Que estranha música, não é? Ele costumava chamar Osvaldo de “Menino da Baladeira” (estilingue com que passarinhava).

9 – Certa vez seu pai, Antonio da Siva Rocha, mandou Zé Cearense a Pedreiras, a 23 quilômetros da Fazenda Santa Cruz, fazer pequenas compras. Lhe deu dinheiro para tanto e para almoço. Tarde da noite, ele volta da viagem e começa a gritar dizendo: “Ê Seu Antonio Rocha, acorda homem de Deus! manda dona Luiza fazer janta pra mim, homem do Céu”! Passei o dia todo num solo quente e comi só um ovo seco. E cantava sua estranha música, isto é: “Quilaristou bisouro florião, sarapicou lá no oco da pelada”. Alguns trabalhadores acordaram com a gritaria e um deles disse-lhe: “te cala, Zé Cearense, acordando o hoomem makis de meia noite, olha bala”! Mas Zé Cearense respondeu: “Que bala que nada, passei o dia todo num solo quente; comi só um ovo seco”. E continuava gritando. Até que o Senhor Antonio se levantou e foi ter com ele e lhe perguntou por que não almoçaste Zé Cearense, não te dei dinheiro para tanto? E ele lhe respondeu: “Não gastei o seu dinheiro, a comida era muito cara, comi só um ovo seco e aqui está o seu dinheiro”, batendo no bolso da calça. E quero comer!!! Foi preciso Dona Luiza levantar-se e fritar um pouco de carne para ele comer com farinha d´água, comer bananas e beber água, para se poder dormir. E sobre as compras, perguntado por elas, Zé Cearense respondeu o seguinte: “não comprei nada, tudo muito caro, Seu Tonho”, mas está aqui todo o seu dinheiro, entregando-lhe o total recebido.

9.1 - Moral da história: não se deve atribuir a débil mental tarefa alguma. Mas Zé Cearense, mesmo com problemas mentais, demonstrou ser honesto.

10 – Foram motivos de alegria, todas as suas vitórias no exercício da Advocacia, tendo uma delas sabor especial, isto é: Mandado de Segurança impetrado contra o Governo do Estado do Maranhão em favor de Marcelo Luiz Prazeres Brandão e outros (objeto de Recurso Extraordinário ao SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF n° 199.102-0, Maranhão, em que foi Relator o Eminente Ministro Carlos Velloso, publicado no Diário Oficial do Poder Judiciário da União, de 06./JUL/1998, página 9).

10.1 - As várias nomeações para exercer funções gratificadas ou cargos em confiança no Serviço Público Federal;

10.2 - Os elogios recebidos no 24° Batalhão de Caçadores/Batalhão Barão de Caxias (Seção Mobilizadora e Companhia de Comando e Serviços - CCS); no então INPS; na Capitania dos Portos no Maranhão - CPMA; na Delegacia do Trabalho Marítimo no Maranhão - DTM-MA; na Delegacia Regional do Trabalho no Maranhão - DRT/MA e na Subsecretaria de Proteção ao Trabalho, da Secretaria de Relações do Trabalho, do Ministério do Trabalho, em Brasília-DF;

10.3 – As alocuções Oficiais que fez em diversos eventos da Capitania dos Portos do Maranhão, como Batalha Naval do Riachuelo e Dia do Marinheiro, no período de 1983 a 1987;

10.4 – O exercício, na qualidade de sócio fundador e mediante eleições diretas e secretas, dos cargos eletivos de Tesoureiro, Membro do Conselho Fiscal e Diretor de Comunicação Social e Cultural, e Diretor Jurídico da Associação dos Auditores Fiscais do Trabalho no Estado do Maranhão – AITEMA;

10.5 – O exercício dos cargos eletivos de Secretário (dois mandatos); Vice-Presidente (dois mandatos) e de Membro do Conselho Deliberativo (um mandato) da Sociedade Amigos da Marinha no Maranhão - SOAMAR/MA (PRESIDENTE INTERINO, de janeiro a abril de 1990, ou seja: por 04 meses) e de Diretor-Secretário da Sociedade Amigos da Marinha do Brasil - SOAMAR/BRASIL;
10.6 – O exercício de diversas funções no Rotary International (Distrito 4490), como Presidente da Comissão Distrital de Comunicação Social; Membro da Comissão Distrital de Relações Públicas; Representante Especial do Governador para a fundação do Rotary Club de São José de Ribamar; Presidente da Comissão de Companheirismo e Frequência; Presidente da Avenida de Serviços Internos; Presidente da Comissão Especial "Pró-Familia Rotária" do Rotary Club São Luís - Praia Grande: Secretário do mesmo clube: PRESIDENTE, idem, no Ano Rotário 2004/2005;

10.7 – As aprovações em diversos cursos para ascenção funcional e os treinamentos, pelo Centro de Treinamento do INPS, com destaque para o de Oficial de Administração, bastante concorrido, quando obteve o 2º lugar, e de Direção e Assistência Intermediária – DAI, assim como suas participações em simpósios, seminários, congressos e encontros nacionais na Carreira de Inspetor/Fiscal/Auditor Fiscal do Trabalho, no período de 1976 a 1991;

10.8 – O recebimento do Diploma de HONORÍFICO INFANTE (Exército Brasileiro), das mãos do Comandante do 24º BC/Batalhão Barão de Caxias, Tenente-Coronel Newton Dutton Burke, em 24.05.2002 e de LEGIONÁRIO, das mãos do então Tenente-Coronel Carlos Henrique Guedes, hoje Coronel, em 01/09/2008;

10.9 – A participação nas Assembléias Gerais Ordinárias da Confederação Maçônica do Brasil – COMAB – no Rio de Janeiro-RJ, em junho de 2003; em Teresina-PI, em junho de 2004; em Recife-PE, em junho de 2005; em Natal-RN, em junho de 2006 e em Curitiba-PR, em junho de 2007, e seguintes;

10.10 – O exercício dos cargos eletivos de Conselheiro Fiscal Efetivo e de 2º Secretário da Confederação Maçônica do Brasil - COMAB (Foi Presidente do CONSELHO FISCAL);

10.11 – O exercício do cargo de Conselheiro Fiscal Efetivo da Academia Maçônica de Ciências, Letras e Artes da Confederação Maçônica do Brasil – AMCLA da COMAB, da qual é um dos fundadores;

10.12 – A participação no X Encontro Nacional da Cultura Maçônica, em Recife-PE, em 10 de junho de 2006 e demais encontros subsequentes. No XVII ENCONTRO NACIONAL DA CULTURA MAÇÔNICA, realizado em São Luís do Maranhão, em abril de 2012, qaundo foi o seu Coordenador, subscrevendo a Carta de São Luís, de suas conclusões em favor do Ensino Público do Brasil;

10.13 – A participação em Assembléias Gerais da Excelsa Congregação dos Supremos Conselhos dos Graus 4º ao 33º do Rito Escocês Antigo e Aceito (Maçonaria);

10.14 – O início de namoro com a técnica em enfermagem e pedagoga Maria do Socorro Nascimento de Oliveira, em 23/12/2009;

10.15 – As eleições do seu pai para Vereador de Pedreiras – MA (quatro mandatos), tendo sido Presidente da Câmara Municipal, e para Prefeito de Santo Antônio dos Lopes – MA (um mandato);

10.16 – Suas eleições para 2º Secretário do Diretório Regional do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) do Maranhão e para Presidente do Diretório Municipal do mesmo partido em Santo Antônio dos Lopes – MA.

10.17 – Sua vida esportiva, ou seja, quando jovem gostava muito de jogar bola nos terreiros ou campinhos ou praias (beque central) e foi diretor e é torcedor do Sampaio Corrêa Futebol Clube (MA), além de torcedor do Flamengo (RJ), Santos (SP), Cruzeiro (MG), Santa Cruz (PE) e Internacional (RS), tudo isto sem falar, obviamente, na Seleção Brasileira.

Meus agradecimentos ao Grande Arquiteto do Universo por me possibilitar tudo isso, com saúde física e mental.

São Luís do Maranhão, 24 de fevereiro de 2014.
Osvaldo Pereira Rocha.

*E-mail rocha.osvaldo@uol.com.br e site www.osvaldopererirarocha.com.br




Para ver as fotos relacionadas a este e outros assuntos click em menu, no link familia.

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"