Untitled Document


SÍNTESE HISTÓRICA DA FAZENDA NOVA SANTA CRUZ

Preliminarmente, digo que o presente artigo poderá causar satisfação a muitos, principalmente aos que vivem ou viveram em área rural de estimação.

No mérito, informo que em 05 de agosto de 1985, adquiri do Senhor Valdício Sebastião Ferreira e sua mulher, 100 (cem) hectares de terras, situada no povoado Baixão do Feitosa, Município de Lima Campos, Estado do Maranhão, mediante escritura pública lavrada no Cartório do Ofício Único da referida cidade e registrada no respectivo Registro de Imóveis, para nelas construir uma fazenda, o que efetivamente aconteceu, graças ao Grande Arquiteto do Universo. Ela denominada Fazenda Nova Santa Cruz, em homenagem ao meu pai, de saudosa memória, que foi proprietário da Fazenda Santa Cruz, no Município de Pedreiras – Maranhão.
A referida propriedade rural tem registro / inscrição no Ministério da Fazenda (Receita Federal) e no Instituto de Colonização e Reforma Agrária – INCRA.

As primeiras cabeças de gado vacum foram adquiridas por compra ao meu cunhado e compadre Antenor Assunção Moraes, de Lago da Pedra, neste Estado do Maranhão, já falecido. Também dele adquiri, anos depois, um novilho. E só quando já eram onze cabeças, as levei para o Baixão, haja vista que, nessa altura dos acontecimentos, já existiam algumas quintas para pastagem. Outros animais, como gado cavalar e muar, foram comprados de diversas pessoas.

A casa sede da fazenda foi construída à proporção que os recursos financeiros permitiam, sendo inaugurada em 17 de outubro de 1990, dia de aniversário de meu saudoso pai que, à época, completava 84 anos de vida e esteve presente, assim como outros familiares. O curral, a instalação elétrica, o poço artesiano, os pequenos açudes e outras melhorias, também foram feitas lentamente.

Inicialmente, cada bezerro ou bezerra que nascia era uma festa, como se tivesse nascido um filho ou um neto, face ao contentamento que causava, recebia um nome, exemplos: manga-rosa, cara-branca, estrela, princesa, branquinha, vermelhinha, mimoso, touro bravo, este posteriormente mudado para covarde, haja vista o acontecimento narrado em outro artigo (História da Fazenda Nova Santa Cruz), postado no meu site (www.osvaldopereirarocha.com.br).

Considerando a área pequena e acidentada, cheia de morros e pedras, poucas sementes de capim germinaram, sendo apenas parte dela destinada à pastagem e outra à agricultura e, por isso mesmo, a propriedade em referência nunca passou de cem animais, todavia quase sempre deu muita alegria a este articulista e aos seus familiares, amigas e amigos, ou seja, foram poucos os aborrecimentos, e estes quase nunca por parte dos animais, com exceção do causado pelo touro-bravo, supracitado.

Infelizmente, o espaço não permite anexação de históricas e belas fotografias, como da inauguração da casa e as feitas em 04/01/2015, com as presenças de meus familiares, ou seja, filha Magda Lucia, netas Isabelle e Monique e genro Cees, que residem na Austrália e vieram celebrar conosco o Natal e a passagem do ano de 2014 para 2015, e Osvaldo Pereira Rocha Neto, especialmente a de minha netinha Isabelle, uma das ilustres visitantes que, no curral, foi beijada na mão por um lindo bezerro de três meses, este à frente de outros bezerros da mesma idade, e da outra netinha, Monique, que festejou todos os bezerros e bezerras e, se dependesse dele, ficava o dia todo no curral, além da foto da casa sede do imóvel, com o portão e a cerca de arame farpado da frente da fazenda, recentemente pintados.

Infelizmente, ainda, por motivos imperiosos e com lágrimas nos olhos, após vinte e nove anos, cinco meses e quatro dias de dedicação e zelo, tive que abdicar da supracitada propriedade rural, vendendo-a para o Senhor Marcílio Lira Ximenes, em 09/01/2015, por valor muito aquém do merecido, no julgamento deste articulista, conforme escritura lavrada no supramencionado cartório, com o pequeno valor já devidamente aplicado.

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. E-mail: rocha.osvaldo@uol.com.br



Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas ao tema Fazenda Nova Santa Cruz


"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"