Untitled Document


ANIVERSÁRIOS DE 28 DE JULHO

No dia 28 de julho de cada ano, comemoramos com júbilo, os aniversários da Adesão do Maranhão à Independência do Brasil, fato que ocorreu em 1823 e, portanto, há exatos 191 anos; e da criação da Capitania dos Portos do Maranhão – CPMA , em 28 de julho de 1846 que, nesta 28/07/2014, completa 168 anos de profícua existência. Além de outros.

São Luís era, naquela época, uma das quatro cidades mais conhecidas e importantes do País, e devido à estreita ligação, inclusive sanguínea dos comerciantes portugueses que aqui viviam com a Coroa Portuguesa, houve resistência à adesão.

Contudo, as tropas portuguesas instaladas no Maranhão acabaram sendo cercadas por terra e pelo mar e, por isso, não tiveram alternativas, senão renderem-se.

Com a supracitada adesão, o nosso Estado do Maranhão deixou de ser colônia de Portugal para constituir-se em Província do Império do Brasil.

Infelizmente, para muitos maranhenses a data passa desapercebida e é apenas comemorada por órgãos públicos e pelo Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão – IHGM.

Quanto a CPMA, esta comemora anualmente a data com cerimônias cívico-militar de rara beleza, presentes seus efetivos militares e seus servidores civis, além das autoridades militares e civis, inclusive o governador do Estado e o Prefeito de São Luís, estes presentes ou representados, além da comunidade marítima e portuária e de membros da Sociedade Amigos da Marinha – SOAMAR.
A data acima mencionada também serve para a CPMA relembrar seus feitos no campo da fiscalização naval, com vistorias de embarcações marítimas e/ou fluviais e portuárias, prevenindo acidentes marítimos, fluviais e nos portos, salvando vidas e também zelando pelos bens patrimoniais dos seus respectivos proprietários, na capital e no interior do Estado, devidamente cadastradas, e de cursos aos referidos profissionais e aos pescadores.

São destaques de suas atividades a salvaguarda da vida humana no mar e nos rios, bem como a segurança proporcionada às embarcações de modo geral, a formação e a qualificação de milhares de marítimos e fluviais, verdadeiros profissionais sobre as águas, com o que pode comemorar êxitos em toda a sua profícua existência.

É verdade que, para o citado êxito, a CPMA, inicialmente de 2ª classe e depois de 1ª classe, comandada por Capitão-de-Fragata (posto correspondente ao de Tenente-Coronel do Exército Brasileiro) e depois por Capitão-de-Mar-e-Guerra (correspondente a Coronel do EB), sempre contou com o apoio indispensável dos órgãos superiores da nossa querida Marinha do Brasil – MB, em especial dos Comandos dos Distritos Navais aos quais esteve subordinada e com a abnegação de quantos a comandaram e nela serviram.

Ao relembrar esses fatos, bate a saudade neste articulista, que trabalhou na Delegacia do Trabalho Marítimo do Maranhão – DTM-MA, por mais de dez anos, como Inspetor do Trabalho, tendo como Delegado o próprio Capitão dos Portos, dentre estes fez excelentes amigos (Gustavo Bentenmuller Medeiros Pereira, Elson de Azevedo Burity, Luiz Augusto Oliveira de Freitas, e outros) e foi homenageado com os títulos de Amigo da Marinha, Mérito Tamandaré, Leme de Amizade e Honra Mérito da CPMA, além de ter sido Secretário, Conselheiro e Vice-Presidente da SOAMAR-MA (respondeu pela presidência durante quatro meses) e Secretário da SOAMAR-BRASIL, na gestão do falecido amigo Hercílio Luz Simões.

*Colaborador (registro DRT/MA nº 53). E-mail rocha.osvaldo@uol.com.br e site www.osvaldopereirarocha.com.br




Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas ao tema Marinha do Brasil


"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"