Untitled Document


Untitled Document



JOÃO DO MARANHÃO

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo. “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados”.

São João Batista é o padroeiro da Maçonaria. E, para orgulho dos maranhenses, o Festejo Junino de São Luís do Maranhão recentemente foi tombado como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade e de Capital Nacional do bumba-meu-boi. Mas as festas ocorrem também no interior do Estado.

Anualmente, ofestejo acontece de 15 de junho a 1º de julho, tendo o bumba-meu-boi como a manifestação folclórica mais importante da nossa cultura e que traz alegria para a população. Em conjunto, Bumba-Meu-Boi, Tambor de Crioula, Cacuriá (de Dona Teté), Dança do Coco, Dança do Lelé, Dança Portuguesa, Dança do Boiadeiro e as Quadrilhas, que enchem o Maranhão, saudando a multiplicidade de estilos e sotaques e a singularidade das festas, inseridas em um verdadeiro ritual da cultura popular que é, para este articulista, mais significativa do que o carnaval.

Os encontros de sotaques formam uma mesma festa ou, para alguns, são várias festas chamadas de juninas, sendo que a maior estrela é, sem dúvida, o bumba-meu-boi, que apresenta mais de 500 grupos de atuação, divididos em cinco sotaques diferentes, ou seja, zabumba, orquestra, pandeirão, matraca, costa de mão ou baixada, com indumentárias, adereços e instrumentos específicos, com toadas e músicas próprias.O modo de dançar, tocar e de se expressar é peculiar e diferente um do outro.

O Maranhão é o único estado brasileiro que comemora quatro santos católicos durante o aludido mês de junho, isto é, São João, Santo Antônio, São Pedro e São Marçal. Esta particularidade, que influencia as festas populares do período junino distribui homenagens, que são realizadas durante todo o mês.

São Joãoé o grande santo dos festejos juninos, comemorado em 24 de junho, aniversário de São João Batista, o santo festeiro. Há uma lenda que diz que nesse dia o santo prefere dormir o dia todo para não ver as fogueiras na Terra e ficar com vontade de descer do Céu e comemorar. Também nesse dia as pessoas costumam soltar fogos de artifício para tentar acordar o santo.

O dia de Santo Antônio, considerado o santo casamenteiro, é comemorado antes, ou seja, a 13 de junho, quando as igrejas costumam distribuir os conhecidos pãezinhos de Santo Antônio, porém, ao invés de comê-los devem ser guardados para garantir a fartura durante todo o ano.

O dia de São Pedro, o santo protetor dos pescadores, comemorado nos dias 29 de junho e 30, dia de São Marçal, quando são encerrados os festejos juninos, marcado pelo grande encontro dos Batalhões de Bumba-Meu-Boi, no bairro do João Paulo, nesta capital maranhense, com início às 06 horas e se estendendo até a madrugada do dia 1º de julho, como as demais comemorações não acontecerão, nos arrais, neste ano de 2020, face à Pandemia do Covid-19, todavia nas casas ou ambientes restritos, para evitar aglomerações.

Dia 29 de junho também é o diado aniversário da filha deste articulista, Magda Lúcia Rocha Betlem. Feliz Aniversário querida filha!

Este articulista pede vênia aos leitores e às leitoras para também registrar, agora com imensa tristeza, o falecimento do seu irmão e amigo Antenor Pereira Rocha, em 06/06/2020 e, com a certeza de que Deus Pai o tenha recebido no Oriente Eterno, na Paz Celestial, roga-Lhe para que o mantenha sob a luz de Sua face e conforte a família enlutada. E o agradecimento de toda a família ao Exmo. Senhor Prefeito de Pedreiras, Antônio França de Sousa, pela Nota de Pesar e pela ajuda inestimável que prestou na remoção de Antenor para São Luís e de seu corpo para Pedreiras, assim como seu sepultamento.

Que o Grande Arquiteto do Universo nos ilumine e guarde e nos livre da Covid-19!SL, 11/06/2020.

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Cidadão natural de Pedreiras - Maranhãoe honorário de São Luís - MA. (Decreto Legislativo Municipal nº 031/2000).Site www.osvaldopereirarocha.com.br

Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas a este e outros temas

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"