Untitled Document


Untitled Document
?>


RUI BARBOSA

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo (Deus-Pai). Tenha fé e esperança no Deus Pai, Todo Poderoso. “O homem vale mais por aquilo que é do que por aquilo que tem”. “Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise” (Fernando Pessoa).


Rui Barbosa foi intelectual, advogado, Maçom, político, jornalista, diplomata, orador e escritor. “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar da virtude e a ter vergonha de ser honesto”. (Rui Barbosa).

Uma das mais importantes figuras na história do Brasil, Rui Barbosa participou da fundação da Academia Brasileira de Letras (ABL), da qual foi presidente, após a morte do seu confrade, Machado de Assis. Defensor da liberdade, ao lado de Joaquim Nabuco, um dos mais importantes abolicionistas em prol da libertação dos escravos brasileiros. Além disso, propôs reforma eleitoral e no ensino brasileiro.

Cursou os estudos primários, hoje elementares e secundários, agora ensino médio, em sua cidade natal. Ingressou no curso de Direito em Recife – PE se mudou para a capital paulista, onde terminou seus estudos na Faculdade de Direito de São Paulo, em 1870.Foi morar no Rio de Janeiro, onde exerceu a profissão de advogado e jornalista e foi valoroso e destacado Maçom.

Como político, exerceu diversos cargos, ou seja, Deputado da Província da Bahia (1878); duas vezes Deputado Geral (1878 a 1884) e cinco vezes Senador da República do Brasil (1890 a 1921). Foi Ministro da Fazenda no governo de Deodoro da Fonseca. Disputou o cargo da Presidente da República em duas ocasiões (1910), contra Hermes da Fonseca, a campanha civilista e 1919, contra Epitácio Pessoa, mas foi derrotado em ambas.

Em campanha, ele propôs a ordem civil, bem como uma política mais efetiva para nosso país, demonstrando, assim, propriedade e solidez em seus discursos. Isto é: “O civilismo é uma doutrina, é uma aspiração moral, é uma antecipação do futuro, é uma clareza do espírito de Deus aberta neste inferno, é uma coisa que nos fala do bem, da honra e da justiça”.

Rui Barbosa esteve exilado na Argentina, Lisboa, Paris, e Londres, visto que envolvido na Revolução da armada, em 1893.Ficou conhecido como “Águia de Haia”, uma vez que se destacou na participação da Segunda Conferência Internacional de Paz de Haia, ocorrida em 1907, nos Países Baixos, em que defendeu a igualdade entre as nações. O saudoso e valoroso Irmão Maçom, Rui Barbosa, filho de João José Barbosa de Oliveira e Maria Adélia Barbosa de Almeida, nasceu em Salvador – BA em 05/11/1849 e faleceu em Petrópolis – RJ, em 01/03/1923, aos 73 anos.

Dentre suas obras literárias destacam-se as seguintes: “Oração aos Moços (1921) aos formandos da Faculdade do largo de São Francisco; Finanças e Políticas da República, discurso, em 1893; Cartas de Inglaterra, em 1896; O Código Civil Brasileiro, em 1904; O Dever do Advogado, em 1911; eOswaldo Cruz, em 1917”.

Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que nos ilumine e guarde. E nos livre do Covid-19. SL, 26/04/2020.

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Grão-Mestre “Ad Vitam” do GOEMA e Grande Inspetor Geral, Grau 33 (REAA). Site: www.osvaldopereirarocha.com.br

Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas a este e outros temas

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"