Untitled Document


DIA INTERNACIONAL DO IDOSO

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo.
Não existe caminho para a paz; a paz é o caminho.


O dia do idoso, ou seja, de pessoa que tenha idade igual ou superior a 60 anos, é comemorado no Brasil em 1º de outubro. Esta data marca o dia em que a Lei nº 10.741 (Estatuto do Idoso) entrou em vigor; é fundamental para reforçar a importância da proteção aos idosos.

O envelhecimento é um fenômeno biológico de todos os organismos vivos, mas muitas pessoas não sabem lidar com esse processo. Diante disso, o aumento da expectativa de vida humana no Brasil, que hoje ultrapassa os 71 anos de idade, representa um desafio para toda a sociedade, que deve criar formas de amparar melhor os idosos.

A criação do Estatuto do Idoso, em 2003, representa um grande avanço na vida dessa parcela de nossa população, que frequentemente é vítima de maus-tratos e abusos de todas as formas. Esse Estatuto estabeleceu os direitos dos idosos como a prioridade em alguns serviços e a garantia do acesso à saúde, alimentação, educação, cultura, lazer e trabalho.

Ele estabeleceu que é crime discriminar pessoa idosa, impedindo-a ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte; abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde ou não prover suas necessidades básicas, quando obrigado por lei ou mandado judicial a fazê-lo; expor a perigo a integridade e a saúde física ou psíquica do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou inadequado; negar a alguém, por motivo de idade, emprego ou trabalho; apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhe aplicação diversa de sua finalidade.

Na prática do dia-a-dia de hoje verifica-se a ofensa ao idoso com uma simples frase, ou seja, sai da frente velho ou anda depressa velho imundo ou desaparece velho vagabundo. Não se ouve alguém chamar o idoso respeitosamente de idoso, mas de velho, só para ofender. Uma frase triste, porém de pura realidade. Também nos cemitérios, observa-se o descaso de algumas famílias dos parentes sepultados com sepulturas abandonadas.

Este articulista respeita todas as pessoas, sejam crianças, jovens, adultos, idosos e de qualquer raça, gênero, religião, profissão, ideologia política. Respeita aos mortos. Por tudo isso pede respeito para si.
Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que abençoe todos os idosos neste mês de outubro de 2018 e sempre, assim como aos seus familiares zelosos. SL, 10/10/2018.

Obs: Na foto meus saudosos país dançando a Valsa das Bodas de Ouro.

Que Ele continue nos abençoando.

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Idoso. Grão-Mestre “Ad Vitam” do GOAM, hoje GOEMA, Maçom, Grau 33º.
Site www.osvaldopereirarocha.com.br


"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"