Untitled Document


Untitled Document



MACHADO DE ASSIS

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo (Deus).

Deus é pai, luz, compreensão, bondade, misericórdia e amor.

Na qualidade de católico apostólico romano, creio na Santíssima Trindade, que é composta por Deus Pai, todo poderoso; Deus Filho, o Príncipe da paz, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, sendo Sua mãe a Virgem Maria e em Deus Espírito Santo E Deus Espírito Santo. Sou devoto de Nossa Senhora de Fátima.“O pouco com Deus é muito e o muito sem Deus é pouco”. Tudo pela Pátria Amada, Brasil!

“Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história” (Fernando Pessoa).


Através deste artigo, digitado após pesquisa, tenho a pretensão de fazer uma síntese biográfica de Joaquim Maria Machado de Assis, considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira. Filho de família muito pobre nasceu no Rio de Janeiro, em 21 de junho de 1939. Mulato, foi vítima de preconceito, perdeu a mãe na infância e foi criado pela madrasta. Estudou em uma escola pública, aprendeu francês e latim. Trabalhou com aprendiz de tipógrafo, foi revisou de funcionário público. Superou todas as dificuldades da época e se tornou um grande escritor.

Machado de Assis publicou seu primeiro poema intitulado Ela, na revista Marmota Fluminense. Trabalhou como colaborador de algumas revistas e jornais do Rio de Janeiro – RJ e, principalmente, foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras – ABL e seu primeiro presidente.

Suas obras podem ser dividas em duas fases, ou seja, fase romântica (romantismo), onde os personagens possuem características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros. Desta fase podem ser destacadas as seguintes obras literárias: Ressureição (1872), seu primeiro livro: A Mão e a Luva (1874); Helena (1876) e José Garcia (1878).

Na segunda fase, realismo, Machado de Assis abriu espaços para as questões psicológicas dos personagens. É nesta fase que o autor retratou muito bem as características do realismo literário. Fez uma análise profunda e realista do ser humano, destacando suas vontades, necessidades, defeitos e qualidades. Destacam-se as seguintes obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881); Quincas Borba (1892); Dom Casmurro (1900) e Memorial de Aires (1908).

Ele também escreveu contos, como Missa do Galo; O Espelho e O Alienista. Escreveu, ainda, poemas; crônicas sobre o cotidiano; peças de teatro; críticas literárias e teatrais.

Outros romances: Iaiá Garcia, em 1978: Dom Casmurro, em 1899 e Esaú e Jacó, em1908. Teatro: Hoje avental, amanhã luva (1860); Desencantos (1861); O caminho da porta (1863).E morreu de câncer em sua cidade natal, Rio de Janeiro, em 1908.

“O homem vale mais por aquilo que é e não por aquilo que tem”.

Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que nos ilumine e guarde hoje, amanhã e por mais muitos anos; para que torne este ano de 2020, repleto de vida, com boa saúde física e mental, amor, paz e prosperidade. Que Ele nos livre do Covid-19. São Luís, 25/03/2020.

*Colaborador, registro DRT/MA nº 53. Natural de Pedreiras – MA e Honorário de São Luís - Maranhão, conforme Decreto Legislativo nº 031, de 12/12/2000, entregue solenemente em 26/04/2001. Membro Titular das Academias: Maçônica Internacional de Letras; Maçônica de Ciência, Letras e Artes da COMAB e Maçônica Maranhense de Letras. Fundador do IHMM. Site: www.osvaldopereirarocha.com.br


Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas a este e outros temas

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"