Untitled Document


DEUS PAI, TODO PODEROSO

Para honra e glória do Grande Arquiteto do Universo. Creio em Deus Pai, Todo Poderoso, Criador do Céu e da Terra. Deus existe e significa precisamente Aquele que governa e cuida de todas as coisas. Tudo que há no mundo está subordinado à Sua providência. Portanto, nada tem origem no acaso, mas em Deus Pai, que é o único que cria a partir do nada.

Creio em Deus, repito, nossa profissão de fé começa com Deus, pois Ele é o “Primeiro e o Último” (Is 44.6), o começo e o fim do mundo. A confissão da Unicidade de Deus, que tem a sua raiz na Revelação Divina na Antiga Aliança, é inseparável da confissão da existência de Deus, e igualmente fundamental. Deus é Único: só existe um Deus. “A fé cristã confessa que há Um só Deus, por natureza, por Substância e por essência”. Crer em Deus, o Único, e amá-Lo com todo o seu ser, tem consequências imensas para toda a nossa vida.

Significa conhecer a grandeza e a majestade de Deus: “Deus é grande demais para que O possamos conhecer” (Jó 36,26). É por isso que Deus deve ser o “primeiro a ser servido” (Sta. Joana d’Arc). Viver em ação de graças: Se Deus é o Único, tudo que somos e tudo que possuímos vem Dele: “Que é que possuis que não tenha recebido” “Como retribuirei ao Senhor todo o bem que Ele me faz?” (Sl 116,12). Conhecer a unidade e a verdadeira dignidade de todos os homens. Todos eles são feitos à “imagem e semelhança de Deus” (Gn 1,26).

Significa confiar em Deus em qualquer circunstância, mesmo na adversidade: a oração de Santa Teresa de Jesus expressa essa confiança inabalável em Deus. Nada te perturbe / Nada te assuste. Tudo passa. Deus alcança. Quem tem Deus nada lhe falta. Só Deus basta.

Ao designar Deus com o nome de Pai, a linguagem da fé indica principalmente dois aspectos, ou seja, que Deus é origem primeira de tudo e autoridade transcendente, e que ao mesmo tempo é bondade e solicitude de amor para todos os seus filhos.

A encarnação do Filho de Deus, Jesus Cristo, revela que Deus é o Pai eterno, e que o Filho é substancial a Ele, isto é, que o Filho é do Pai e com o Pai o mesmo Deus Único. Deus é o Pai Todo Poderoso. Sua paternidade e seu poder iluminam-se mutuamente.

“A fé católica é esta: que veneramos o único Deus na Trindade, e Trindade na Unidade, não confundindo as pessoas, nem separando a substância, pois uma é a pessoa do Pai, outra a do Filho e outra a do Espírito Santo”. Mas una é a divindade do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Deus é a causa universal de todas as coisas, e não só cria a forma, mas também a matéria. Por isso fez todas as coisas do nada. Recitamos do Credo esta verdade: criador do céu e da terra.

O Símbolo da fé retorna estas palavras confessando Deu Pai todo poderoso como o Criador do céu e da terra. De todas as coisas visíveis e invisíveis. Deus fez o céu e a terra para nós. Quer se trate de coisas presentes, quer de coisas futuras, diz São Paulo, “tudo é nosso”. Vivemos rodeados pelas criaturas de Deus.
A profissão de fé do IV Concílio de Latrão afirma que Deus criou conjuntamente do nada desde o início do tempo, ambas as criaturas, a espiritual e a corporal, ou seja, os anjos e o mundo terrestre; em seguida, a criatura humana que tem algo de ambas, por compor-se de espírito e de corpo (DS 3002).

Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança, homem e mulher Ele os criou (Gn 1,27). E os criou por amor. SL, 13/01/2020.

Rogo ao Grande Arquiteto do Universo para que continue nos abençoando.

*Colaborador, registro DRT/MA 53. Site: www.osvaldopereirarocha.com.br

Clik no link do menu ao lado para ver as fotos relacionadas a este e outros temas

"Não existe caminho para a paz. A paz é o caminho"